sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Floresta Latifoliada, perenifólia, higrófila, ombrófila mixta ou Floresta Amazônica

O relevo é contituído por terras baixas. Ao norte se destaca o maciço das Guianas, com o pico da Neblina. Ao sul o maciço Brasileiro.  As áreas próximas aos rios são alagadas por ocasião das chuvas, são os iguarapés. As terras firmes não inundam nunca. Como é atravessada pela linha do equador possui um clima marcado por altas temperaturas, chuvas constantes e muita umidade. Os solos são pobres e muito porosos, o que dificulta a sustentação das árvores, que precisam do emaranhado das copas para se manterem em pé. Algumas árvores, como as castanheiras, chegam a atingir 60 metros de altura. Em função disto, é uma floresta dividida em vários andares ou sinusias. Em cada um deles há uma ecologia própria. Os rios são imensos e a fauna ictiológica é muito rica e variada. É um dos maiores reguladores climáticos do mundo, pois libera muito calor latente para a atmosfera, bem como muita umidade, devido a evapotranspiração. É ameaçada pela expansão da agropecuária em um processo já visto em outros biomas brasileiros. Nós, brasileiros,  pelo visto, não aprendemos ainda com os erros cometidos no passado. Esta floresta vale muito mais em pé do que destruída, pois é reserva de imensos recursos, a maior parte deles ainda desconhecidos pela ciência. |

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário